Moleskine Voyageur

Moleskine Voyageur capa banner

Ok, prometo que é o último post da viagem, mas estou tão apaixonada que não poderia deixar de falar sobre esse pequeno caderno que achei quando entramos em uma papelaria em Amsterdam para procurar silver tape. Enquanto as meninas procuravam a fita, eu dava uma olhada no estande dos Moleskine, procurando os caderninhos de cidade que eles tem. Não tinha o do Amsterdam – pra falar a verdade, nem sei se existe o de Amsterdam, mas achei que seria uma boa lembrança da cidade. Mas achei esse e dei a ideia para a minha filha: que tal se nós fizéssemos um diário de viagem? Ela topou e eu comprei.

O Moleskine Voyageur é um caderno de viagens, basicamente. Para planejar viagens, documentar viagens e carregar por aí. Ele é dividido em quatro partes: páginas pautadas, páginas pontilhadas, páginas em branco e páginas destacáveis – essa última são listas: lista de bagagem e lista de afazeres.

Moleskine Voyageur packing list destacável
(Acho que ficou muito pequeno pra ler, mas o título é ‘packing list’ e ao lado, em cima das bolinhas, ‘what I need’, ‘what I have’ e ‘packed’)

Moleskine Voyageur packing to do list destacável

Como já estávamos no meio da viagem, a Lily escreveu um pouco mas combinamos de terminar em casa, com as fotos da viagem, bilhetes de trem e de entrada nos lugares, cartões postais e desenhos.

Moleskine Voyageur capa Moleskine Voyageur por dentro dados pessoaisMoleskine Voyageur por dentro desenho da LilyMoleskine Voyageur por dentro diário da Lily Moleskine Voyageur por dentro passagem eurostar

Uma das coisas que eu achei mais legais do caderno é que você pode entrar no site e baixar o template para colar nas páginas, do tamanho certinho. Coloquei as fotos e mapas nos templates e imprimi em papel fotográfico (recomendo um cortador de papel para quem, como eu, não tem lá muita coordenação com a tesoura).

Moleskine Voyageur colagem Moleskine Voyageur material colagem Moleskine Voyageur página mapa

Ele também vem com uma faixinha na capa, que serve como cartaz – nele está escrito “I am here”, e é pra ser usado para tirar fotos (tem uma da minha filha segurando o cartaz no post de Amsterdam). A hashtag nas redes sociais é #m_Iamhere.

Estamos nos divertindo muito com o nosso diário, e o único ponto negativo, na minha opinião, é a capa de tecido. Os outros Moleskine que eu tenho tem a capa de couro, tenho a impressão que a capa de tecido é mais fácil de sujar e mais difícil de limpar.

O nosso caderno ainda está em progresso, assim que eu terminar, eu volto e mostro como ficou! 🙂

Amsterdam – Álbum de viagem

banner amsterdam album de viagem

A viagem para Amsterdam foi bem menos intensa que a para Bruxelas. Aproveitamos para descansar, ver minha irmã e relaxar. No primeiro dia, fomos ao mercado de flores e jantamos em um restaurante super legal – apesar de eu não ter certeza se recomendaria a comida, o lugar é legal. No segundo dia, fomos passear de barco e no Rijkmuseum. Tudo maravilhoso, mas pouco documentado – tirei duas dúzias de fotos, tudo no celular ou na minha câmera portátil. Abandonei minha câmera giga no hotel – muito pesada para ficar carregando o dia todo e, sinceramente, atrapalha quando o objetivo não é fotografar.

Divido, então, com vocês minhas fotos clichê, minhas fotos de família e minhas tentativas de ser artística 🙂

01_Lily no trem 02_Amsterdam clichê 03_Amsterdam clichê 04_Lily no hotel 05_I amsterdam 06_Amsterdam selfie 07_Mapa passeio de barco amsterdam 08_Passeio de Barco Amsterdam 09_Passeio de barco Amsterdam 10_Passeio de barco Amsterdam 11_Passeio de barco Amsterdam 12_Passeio de barco Amsterdam 13_Rijksmuseum Amsterdam 14_Rijksmuseum Amsterdam 15_Rijksmuseum Amsterdam 16_Rijksmuseum Amsterdam 17_Van Gogh Selfie no Rijksmuseum Amsterdam 18_Rijksmuseum Amsterdam 19_Rijksmuseum Amsterdam 20_Estação de trem Amsterdam Central

Férias!

Férias em Bruxelas e Amsterdam

Oi gente! Não sei se eu já comentei aqui, mas a cada 6 semanas mais ou menos as escolas britânicas tem uma ou duas semanas de férias – geralmente uma semana no fim de outubro, duas semanas no Natal, uma semana em fevereiro, duas semanas na Páscoa, uma semana no fim de maio e aí as seis semanas do verão. Hoje começa a semana de férias do outono e, ao contrário do que normalmente acontece, estou levando minha menina pra passear. Geralmente fazemos atividades aqui por perto, parques, ou os workshops do RIBA – que ela adora -, mas como minha irmã tá fazendo uma viagem pela Europa com as amigas, nós vamos encontrá-la. Estamos indo para Bruxelas e Amsterdam, voltamos na quinta-feira a noite.

Então, o blog ficará um pouco paradinho essa semana – voltamos com tudo na sexta-feira!

Enquanto isso, acompanhe nossas aventuras no Instagram ou no Facebook 🙂

Tenham uma ótima semana!

Imagem

Diário de uma arquiteta desempregada: a universidade subiu no telhado

diário de uma arquiteta desempregada a universidade subiu no telhado

Pois então, não vai ter Cardiff. Não por enquanto, pelo menos. Ontem recebi a mensagem bombástica da universidade de Reading de que eu realmente teria que fazer o curso de acesso, e que os colleges locais – que são instituições que oferecem cursos profissionalizantes e de acesso à formação superior – oferecem o curso. Bom, fui atrás do college mais próximo e o curso começou em setembro. Agora só ano que vem. Quer dizer…

Porque nada nunca é simples. Nunca. A missão agora é me concentrar em conseguir um emprego. Ou torcer pra ganhar na loteria. As probabilidades parecem ser as mesmas.