Quarto Montessori: o que é e como fazer

quartos montessori inspiração banner

Bom dia, gente! Hoje, no segundo post da série em homenagem ao dia das crianças (post 1), vamos falar sobre o quarto montessoriano. Já ouviu falar? É um quarto baseado na filosofia criada por Maria Montessori, médica e educadora italiana, no início do século XX. Segundo essa filosofia, o ambiente Montessori é um lugar feliz, direcionado ao desenvolvimento natural da criança, dando à criança a oportunidade de alcançar o seu potencial. E como aplicar isso em casa? Para Maria Montessori, as crianças são seus melhores professores, então a dica mais importante é olhar para a casa como se você fosse uma criança e criar incentivos para que ela possa fazer as coisas sozinha. Parece interessante? Então veja abaixo 5 dicas para montar um quarto que siga os princípios montessorianos.

1. Tudo ao alcance

A primeira dica é incentivar a independência: tudo deve estar ao alcance da criança. Brinquedos, roupas, livros. Prateleiras baixas e araras infantis são seus amigos.

2. Simplicidade

Bagunça e excesso de informação visual oferecem um excesso de estímulo que atrapalha o aprendizado da criança. Ambientes organizados e simples, ao contrário, favorecem a calma. Isso não significa necessariamente ter menos coisas, apenas que nem tudo deve estar disponível o tempo todo. Faça rodízio de brinquedos, livros e materiais de artes.

3. Liberdade de movimento

Esqueça o berço! Um dos princípios montessorianos é a possibilidade de explorar o seu espaço livremente. Isso inclui móveis que possam ser utilizados à vontade, e também que tudo tem que ser a prova de criança – fixar estantes e cômodas nas paredes, por exemplo.

4. Beleza e interesse

Se você procurar pela internet, vai perceber que grande parte dos quartos montessori tem murais ou quadros na parede, no nível da criança. A razão é que Montessori acreditava que o ambiente deveria estimular o interesse da criança e apresentar beleza. Os murais e obras de arte são uma forma de atingir esse objetivo.

5. Zoneamento do espaço

Uma das características mais marcantes dos quartos montessori é o zoneamento do espaço: lugar de dormir, lugar de brincar, lugar de se vestir, lugar de ler. Todos os ambientes devem ser adequados à criança e suas habilidades.

Outra coisa que sempre se observa em quartos montessorianos são os espelhos. Para bebês, eles servem como objeto de autoconhecimento, ajuda na coordenação motora – a criança observa os próprios movimentos. Para crianças maiores, ajuda na hora dos cuidados pessoais, como se vestir. Vale a pena investir em um espelho de acrílico e se certificar que ele está bem preso na parede.

E, é claro, não poderia deixar de terminar o post com quartos lindos para inspirar quem quer levar esse estilo para casa – lembrando sempre que não é apenas uma opção de design e sim uma filosofia para a vida 😉

quartos montessori inspiração verde quartos montessori inspiração amarelo quartos montessori inspiração rosa quartos montessori inspiração rosa quartos montessori inspiração azul  quartos montessori inspiração turqueza

Imagens: 1. 2. 3. 4. 5. 6.

Inspiração: 10 quartos de bebê moderninhos

As fotos de criança no perfil do Facebook já deram a largada para a semana da criança *rs*, então aqui no blog vamos falar sobre design para crianças de hoje até sexta-feira!

O primeiro post da série é dedicado aos quartos de bebês. Eu adoro quartos de bebê, adoro fazer quartos de bebê e tenho acompanhado a evolução há algum tempo. Durante muito tempo um templo da divisão rosa/azul e dos frufrus, nos últimos anos vimos o surgimento de uma tendência mais clean, usando cores mais sóbrias e peças de design (cadeiras Eames e berços Stokke everywhere!).

Tipo isso.

Tipo isso.

Olha só, nada contra. É lindo, na verdade. Mas não é algo que me diga “quarto de criança” – e eu sei que, muito provavelmente, era exatamente isso que os pais queriam. Na minha opinião, é totalmente possível ter estilo e ser infantil ao mesmo tempo. Por isso trouxe hoje uma seleção de quartos divertidos sem deixar o design de lado.

Quartos de bebê amarelo quartos de bebê rosa sem ser rosa Quartos de bebê azul e rosa quartos de bebê rosa amber interiors quartos de bebê turquesa e rosa quartos de bebê colorido quartos de bebê azul quartos de bebê lilás quartos de bebê neutro mas colorido quartos de bebê azul marinho e rosa

E vocês, esse tipo de décor faz o seu estilo?

Imagens: 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11.

{Inspiração} Cores da estação

Ontem eu escrevi um post sobre as cores da Pantone para primavera 2015 e hoje eu trouxe do website Houzz algumas inspirações sobre como usar as essas cores.

Pintar as paredes e acrescentar elementos decorativos como cortinas, almofadas e tapetes são a forma mais simples de dar um update em um ambiente sem gastar muito ou ter muito trabalho. Veja algumas sugestões abaixo:

Aquamarine na parede {Contemporary Living Room by Mountain View Building Project Managers Harrell Remodeling}

Scuba blue nas cadeiras {Beach Style Dining Room by South East Architects LA Hally Architect}

 

Treetop nos azulejos  {Eclectic Kitchen by London Architects Brian O’Tuama Architects}

 

Strawberry Ice na poltrona {Traditional Living Room by London Interior Designers & Decorators Amory Brown}

Marsala nos azulejos {Contemporary Bathroom by East Anglia Architects Architect Your Home – Interior Your Home}

Classic blue nas portas e escada {Eclectic Staircase by Scotland Architects Emma Ellson Architects Ltd. t/a [BE]spoke}

Lavender Herb em tudo! {Traditional Bedroom by London Architects Des Ewing Residential Architects}

Cinco elementos que todo quarto deve ter – grand finale!

Chegamos ao capítulo final da série de posts sobre o quarto ideal! (Veja aqui: cama // poltrona // criado-mudo // luminária)

5 elementos

O item de hoje é o mais complicado: acessórios. Porque acessórios é praticamente tudo o resto, né? Então seria totalmente impossível selecionar só cinco de cada país para colocar aqui. Resolvi então fazer diferente. Na última semana de Outubro (do dia 27 ao dia 31), farei uma nova série, cada dia mostrando um novo tipo de acessório. Ainda não escolhi as cinco categorias com certeza, mas se você trabalha com acessórios de decoração e gostaria de colocar aqui no blog seu produto, envie a sugestão para mim. Essa não será uma série patrocinada (assim como a atual também não foi), então prometo que só mostrarei acessórios que eu usaria em meus projetos, ok? Mas adoraria ver coisas diferentes, que não encontraria pelo Google ou em lojas grandes e populares.

Mas e o post de hoje, Carolina? Então, no post de hoje eu resolvi mostrar ambientes que juntam todos os itens dessa lista para criar ambientes lindos e aconchegantes.

Assim chega ao fim nossa série – espero que vocês tenham gostado! Por último, gostaria de deixar aqui o acessório que ilustra a imagem título dessa série:

Cinco elementos que todo quarto deve ter – LUZ!

Chegando hoje ao quarto e penúltimo capítulo da nossa série (veja os anteriores aqui, aqui e aqui), hoje vamos falar de luminárias.

5 elementos

Veja bem que eu usei a palavra luminária. Poderia ter dito abajur, é verdade, mas se eu falo abajur, a imagem na minha cabeça é essa aqui. E não tem nada de errado com o abajur da foto, mas o que eu realmente queria mostrar com esse post é que luminária de quarto não precisa um abajur: ela pode também ser uma peça de design, ou algo tão discreto que mal se nota na decoração. E elas trazem a luz, parte essencial da arquitetura e do design de interiores – acertar na iluminação é meio caminho andado para compor um ambiente matador.

Poderia ficar horas aqui escrevendo sobre luz, mas espantaria meus três fiéis leitores (oi mãe!), então vamos à seleção de hoje.

Menção honrosa vai para a Piccolo do designer carioca Patrick Nascimento (já falamos dela aqui), que super combina com meu gosto. Dentre as sugestões de hoje, eu gosto muito da Fitz da Habitat, que é baratinha e bem mais bonita pessoalmente do que na foto. Comprei a versão amarela dela para a renovação do quarto da minha filha (que no momento está empacada) e assim que eu conseguir tirar esse quarto do papel eu fotografarei a luminária para o blog (apesar de o meu marido estar com medo de usar a luminária porque ela é de vidro e ele está com medo das gatas quebrarem. Oremos.)

Outra que eu gosto muito é a Malika, gosto muito dessa vibe árabe que ela tem, me lembra os muxarabis com seus desenhos delicados e lindos.

Lembrando que sempre os links e preços estão corretos na data (e hora) da publicação, mas podem sofrer alterações.

Voltem amanhã para o capítulo final dessa série que eu estou amando escrever!