Cidades: York

Olha só como são as coisas: outro dia eu tava triste, tristinha, reclamei pro meu marido que eu não tinha feito quase nada da minha lista de coisas para 2014. Uma das coisas da lista era ir a até a cidade de York, no norte da Inglaterra. York é longe pelos padrões britânicos, uns 350km, então a gente vai empurrando, adiando e acaba não indo nunca. Até que esse fim de semana passado, no meu aniversário, meu marido planejou uma viagem surpresa e nos levou até lá. *muito amor nessa hora*

 cidades - YorkEu tinha muita vontade de ir a York por causa dos livros do Bernard Cornwell (me julguem) – acho incrível poder conhecer o lugar onde aquelas batalhas todas aconteceram, ver de perto prédios que talvez estivessem lá naquelas época.

York foi fundada em 71DC pelos romanos com o nome de Eboracum, se tornando a capital do norte do Reino Britânico. Mais ou menos em 107 foi construída uma muralha ao redor da cidade.

Cidade Romana

Ilustração mostrando como era a fortaleza romana.

muralha romana

Partes da muralha romana foram encontradas embaixo dos taludes em que se encontram a muralha medieval.

No século V os romanos se retiraram da cidade, que ficou exposta a uma invasão saxônica. A primeira catedral foi construída no século VII e no século VIII a cidade, conhecida agora como Eoforwic, é capital saxônica da Nortúmbria. No século seguinte foi invadida e dominada pelos vikings. Em 954 morre o último rei viking e, desde então, a cidade se torna peça central de diversas passagens importantes da história britânica, tendo sido inclusive a capital da Inglaterra.

Infelizmente nós só tivemos um diazinho para explorar a cidade e, com criança e sem pressa, só conseguimos dar um passeio pela cidade e pela muralha e depois visitar a catedral, onde passamos a tarde toda (ela merece um post só pra ela!). Não conhecemos o centro viking, por exemplo, nem o castelo. Mas a experiência foi tão legal que já estamos planejando uma segunda visita à cidade, com pelo menos 3 dias, para explorar o que deixamos de ver dessa vez.

Mapa da muralha - nós estávamos onde está a seta branca.

Mapa da muralha (em verde) – nós estávamos onde está a seta branca.

A muralha medieval, vista da muralha :)

A muralha medieval, vista da muralha :)

Detalhe da muralha.

Detalhe da muralha.

Monk Bar - bar é uma edificação que se localiza junto aos portões da cidade.

Monk Bar – bar é uma edificação que se localiza junto aos portões da cidade.

mapa da cidade giz de cera

Uma das coisas mais legais que já vi: um mapa em alto relevo, dividido em pedaços pela muralha, que vão formando a cidade. Você só precisa de uma folha de papel e um giz de cera – se você não tiver um com você, kits estão disponíveis no centro de informações turísticas.

 

Catedral vista das ruas medievais.

Catedral vista das ruas medievais.

Lily brincando no parque à sombra da catedral.

Lily brincando no parque à sombra da catedral.

Catedral de York

Catedral de York

Como disse, a catedral é maravilhosa e merece um post só pra ela e para as milhares de fotos que eu tirei lá dentro.

Depois da catedral, nós almojantamos no York Roast Co, bem legal para quem curte comida inglesa. Como o dia é curto e as estradas de volta pra casa longas, tivemos que vir embora, mas em breve voltaremos para o segundo capítulo!

Fazendo média: um agradecimento, um convite e um lembrete

Bom dia, minha gente! Já é quarta-feira, a semana está voando e eu passei aqui para deixar um agradecimento, um pedido e um lembrete.

Agradecimento <3

Queria agradecer a todo mundo que passa por aqui! Desde que eu retomei o blog, em setembro, as visitas mais que triplicaram, e é gente de tudo quanto é canto do mundo: nos últimos 30 dias, gente de quase 30 países diferentes passou por aqui, gente do Brasil e do Reino Unido, gente de Portugal e de Moçambique, e também gente de países como Hong Kong, Suíça e Tunísia. Meu muito obrigada de coração, cada umas dessas visitas me faz ter mais e mais vontade de escrever. Voltem sempre, por favor!

Um convite

Gente, olha, tenho até vergonha de pedir isso aqui, mas minha página no Facebook está precisando de um pouco de amor, rs. Dêem uma passadinha por lá, assim fica fácil vocês saberem quando tem post novo, dar sugestões e interagir comigo – estou quase o dia todo conectada, já que trabalho quase sempre no computador. Logo logo vou começar a compartilhar outras coisas além do que rola aqui no blog e estou também planejando um sorteio de Natal – mas com pouca gente não tem graça! Então convido vocês a curtir a página, convidem os amigos que curtem arquitetura e interiores pra gente criar uma comunidade bacana em torno do blog. (E também estamos no twitter e no Pinterest!)

Um lembrete

eleições CAU

Hoje tem eleições do CAU, meu povo. Não se esqueçam de votar (se é que dá pra esquecer, eu recebi 492 emails nos últimos 3 dias…) – para acessar a página, é só clicar na imagem acima. O voto é obrigatório para todos os arquitetos com menos de 70 anos e ao contrário do TSE, que cobra cincão de multa de quem não vota nas eleições, a multa do CAU é o valor de uma anuidade (quatrocentos e cacetada). Só precisa do CPF e da senha do SICCAU e leva menos de um minuto se você já conhece as chapas. Votem, votem, votem!

Daqui a pouco eu volto de novo, com um post sobre a cidade de York.