Currículos para arquitetos (e outras profissões criativas)

Boa segunda, meu povo! Postando hoje um pouco mais tarde que o norma e quase que o post não sai – ontem nós participamos de uma caminhada em prol de uma instituição de caridade, 10km na chuva, um frio de lascar, hoje nem o café me ajudou.

CVs para arquitetos

Hoje eu vim falar de uma coisa prática: currículo! “Mas, Carolina, você é arquiteta, entende o que de currículo?” Bom, no momento eu entendo que eu preciso de um – depois eu conto aqui o porquê – e que eu queria que meu currículo fosse diferente, algo que se destacasse em uma pilha de centenas de CVs, todos feitos com templates do Word (galere do RH, muito amor pra vocês!) – ou seja, TUDIGUAL. “Mas, Carolina, o que importa é o conteúdo!” Bom, é o que mais importa sim, mas um currículo visualmente interessante vai se sobressair de alguma forma, não é verdade? Principalmente em profissões mais criativas, a cara de um currículo pode até ser decisiva: o estilo visual deste candidato combina ou não combina com a nossa empresa?

Pensando nisso, eu resolvi sair à busca de inspiração para refazer o meu currículo e descobri um novo mundo de templates tão lindos que até parecem blogs. Só tinha um porém: a grande maioria era para Illustrator, que é um programa que eu não uso e não sei usar. Como resolver esse problema? O Etsy foi salvação! Fiz uma busca por templates do Word e descobri muita coisa bacana! Compartilho aqui com vocês alguns bem bacanas, alguns tem carta de apresentação combinando, e acho que é bem simples fazer um portfolio seguindo o tema. Peço desculpa aos rapazes, porque sinto que a seleção é bem feminina, mas tentei incluir algumas opções mais neutras também. Infelizmente todas essas opções são pagas, mas pense positivo: ao invés de dar seu dinheiro para a Microsoft, você está ajudando uma pequena empresa (e um empresário, e possivelmente uma família) a se manterem. Se houver interesse, posso, em breve, publicar uma seleção de opções gratuitas. (Update 18.11.15: confira aqui mais 10 currículos!)

Para ir para a loja e ver o currículo diretamente no Etsy, é só clicar nas fotos (ou na legenda). Divirtam-se!

1. Marinera
1. Marinera por OddBitsStudio
2. Modern Resumé
2. Modern Resumé, por kukookresume
3. Watercolor Confetti
3. Watercolor Confetti, por landedCo
4. Love Hewitt
4. Love Hewitt, por OriginalResumeDesign
5. Rose Grey Brianna Douglas
5. Rose Grey Brianna Douglas, by InkPower
6. Chevron
6. Chevron, by Pappermint
7. The Carla
7. The Carla, by WINNINGbySB
8. The Elizabeth, by SuitedBrandLab
8. The Elizabeth, by SuitedBrandLab
9. Nicola, by BusinessBranding
9. Nicola, by BusinessBranding
10. Marion Davies, by CoffeeCotton
10. Marion Davies, by CoffeeCotton

Cada uma dessas lojas tem uma variedade enorme de outros modelos de CV, para todos os gostos e bolsos – vale a pena dar uma olhada. E aí, gostaram da seleção? Ou tem alguma sugestão? Deixem nos comentários!

(Update 18.11.15: confira aqui mais 10 currículos!)

curta no face

Dica de produto: Banco Galinho

Gente, dia das crianças está aí e, aproveitando a data, venho apresentar a vocês o Banco Galinho.

Banco Galinho

Super simpático e lúdico, perfeito para o quarto das crianças ou para um espaço de brincar, o Galinho é criação do artista visual Gusta Vicentini. Fabricado totalmente no Brasil em madeira pinus, cada banco é grafitado manualmente em tinta spray pelo artista plástico Celso Gitahy – o que faz de cada peça única.

Os bancos estão disponíveis em dois tamanhos e são vendidos na Galeria Decoreba, que atende a todo o Brasil.

E por falar em Galeria Decoreba, vocês estão seguindo o instagram deles? Além de mostrar os produtos mara que eles vendem, também publicam as aventuras do Galinho pelo mundo. A última parada foi em Madri, saca só que legal:

Loading

Ontem o Galinho retornou à Madri e foi passear no Centro Cultural Matadero. Lá estava rolando um evento onde crianças podiam experimentar com street art, e o Galinho se sentiu super em casa! Gracias a @kans115 e @mtncolors por la ayuda!!! #streetart #bancogalinho #galinho #matadero #madrid #eurotrip #designbrasileiro #galeriadecoreba

View on Instagram

Antes de passar pela Espanha, o Galinho também deu um rolê pelos Estados Unidos – passem por lá pra ver as fotos!

{Um arquiteto por semana} Barclay & Crousse

Quando tive a ideia de fazer essa seção semanal no blog, queria duas coisas: 1. que a seleção fosse ampla geograficamente e 2. que fosse incluído um número significativo da arquitetas. Pode parecer estranho, mas não é. As mulheres, principalmente no Brasil, dominam as salas de aula dos cursos de arquitetura, mas na hora que chega na prática, os homens dominam. Sabe quantas arquitetas já ganharam o Pritzker? Duas, e só uma ganhou sozinha. “Mas, Carolina, o Pritzker só começou em 1979!” – bom, isso significa que 35 homens ganharam o prêmio, certo? No Reino Unido, apenas 13% dos arquitetos registrados são mulheres (para saber mais sobre a situação das profissionais de arquitetura no Reino Unido, clique aqui). Então, é sim uma profissão muito masculina e é sim um panorama que pode e deve ser mudado. Meu blog vai mudar o mundo? Não vai, mas se apresentar algumas arquitetas para o mundo, já fico satisfeita.

Os profissionais dessa semana são o escritório Barclay & Crousse, formado pelos arquitetos Sandra Barclay e Jean Pierre Crousse. Ambos são peruanos e estudaram na Universidade Ricardo Palma em Lima. Crousse estudou ainda na Politécnica de Milão. Já Barclay estudou na Escola  de arquitetura de Paris-Belleville. Eles fundaram o escritório em 1994 em Paris e em 2006 se mudaram para Lima, onde a sede do estúdio está atualmente. Alguns dos seus projetos: reconstrução do Museu Malraux, em Le Havre (França, 1999), edifício comercial em Malakoff, Paris (França, 2003),  Casa M, em Cañete (Peru, 2001) e a Casa B&F, na região de Haute Savoie (França, 2005).

O projeto que eu escolhi para trazer para cá foi o das Vedoble Houses, ou Casas W, que ficam em Cañete, no Peru.

Vedoble Houses

Localizadas no alto de um penhasco, são quatro casas arranjadas de duas em duas. Uma plataforma, que parece ter sido excavada diretamente da areia, contém a área privada das casas e um pátio é área comum entre as duas residências. Nessa área, é criada uma “praia artificial” – um espaço aberto, com um terraço e piscina.

Vedoble Houses 1 Vedoble Houses 2 Vedoble Houses 3

Pavimento térreo
Planta baixa – térreo
Planta baixa - Subsolo
Planta baixa – subsolo
Cobertura
Cobertura

O projeto completo tem uma área construída de 917 metros quadrados e foi concluído em 2009. Foi ainda, em 2012, um dos finalistas do prêmio Wallpaper Design Awards, na categoria residência particular.

{Imagens: Barclay & Crousse e ArchiDaily. Outras referências: JODIDIO, Philip. 100 contemporary architects, Editora Taschen, 2007.}

Cinco tendênias para o outono

Capa Revista Style At HomeJá falei aqui das cores-tendências para a primavera, agora vou falar sobre o outono, que essa semana chegou pra valer aqui para nós no sudeste da Inglaterra. Ontem comprei essa revista que eu a-d-o-r-o por dois motivos – além de ela ser ótima mesmo, ela é baratinha e traz ideias de decor super bacanas de lojas com  preços acessíveis, o que é ótimo pra quem é pobre igual eu econômico, não tá com orçamento tão folgado ou mesmo pra quem gosta de mudar a decoração com frequência.

A matéria principal dessa edição é sobre as tendências do outono, como vocês podem ver pela capa aí do lado. Escolhi cinco das tendências para trazer pra vocês se inspirarem.

1. Woodlands

A primeira tendência é, basicamente, bichinhos da floresta. As corujas vieram com tudo ano passado e, agora, os outros animais vieram fazer companhia. Veados, esquilos, raposas: vieram todos nos fazer companhia nesse friozinho! Os tons de marrom e verde são predominantes.

2. Rustic Highlands

Inspirada pelas terras altas da Escócia, essa tendência vem dominada de xadrez, animais típicos e tons de vermelho e laranja, e cria um ambiente aconchegante para o inverno que vem chegando.

3. Botanicals

Uma tendência que normalmente vem com a primavera, os motivos botânicos estão em alta, principalmente em tons de verde.

4. Scandi

Influenciada pelo design limpo e simples dos países escandinavos, essa tendência aposta nas madeiras de cor clara, estampas retrô e no color block.

5. Geometrics

As estampas geométricas estão com tudo nessa estação, novamente pegando carona na moda retrô inspirada na metade do século passado.

Almofadas: floral, M&S;  xadrez, Achica; folhas, Dunelm; azul, Dunelm; e coruja, Dunelm.
Almofadas: floral, M&S; xadrez, Achica; folhas, Dunelm; azul, Dunelm; e coruja, Dunelm.
Tapete xadrez, Next; manta, M&S; tapete amarelo, Ikea; conjunto de cama laranja, Ikea; tapete folhas, Next; manta de tricô, Ikea;
Tapete xadrez, Next; manta, M&S; tapete amarelo, Ikea; conjunto de cama laranja, Ikea; tapete folhas, Next; manta de tricô, Ikea.
Luminária, Dunelm; cabeça de veado, M&S; porta-vela, M&S.
Luminária, Dunelm; cabeça de veado, M&S; porta-vela, M&S.
Em sentido horário do canto superior direito: Asda, Habitat, Asda e M&S.
Em sentido horário do canto superior direito: Asda, Habitat, Asda e M&S.

O que eu acho mais legal dessas tendências é ver como elas combinam entre si e se intersectam – algumas coisas cabem no estilo scandigeométrico, por exemplo. Também é bacana como as tendências de inspiração na natureza tem bem as cores do outono, verde, laranja, vermelho e marrom, como as folhas que colorem a estação.

Olha, não sou muito de moda em termos de decoração, mas confesso que achei lindas essas mantas e almofadas de tricô, como na segunda foto do Asda aqui em cima, e estou até pensando em colocar umas no meu escritório. Pena que as cores da estação não combinam com o meu esquema de cores, então eu acho que terei que optar por cores neutras ou então fazer eu mesma. Será que consigo? E vocês, alguma coisa chama a atenção?

Produto do dia: Geladeiras Gorenje ~ linha Retro

Hoje eu vou falar um pouquinho da linha Retro de geladeiras da marca Gorenje.

Retro Collection

Quando cheguei por aqui, logo de cara me apaixonei por esse estilo de refrigeradores, com uma cara retrô pra lá de bacana, em uma variedade enorme de cores. No começo, apenas um fabricante oferecia esse modelo, mas, com o sucesso, grandes fabricantes introduziram esse tipo de design em suas linhas. A Gorenje tem três linhas nesse estilo:

Linha Retro Funky

Retro Funky

Desenvolvida para os jovens e eternos viajantes otimistas, divertidos e curiosos, que amam a liberdade. Possui 1 porta, medidas: 0,60 x 0,64 x 1,54m e capacidade de 255L. Está disponível nas cores Juicy Orange, Lime Green, Raspberry Pink, Preto e Vermelho.

Linha Retro Vintage

Retro Vintage

Para aqueles que apreciam o estilo retrô com cores naturais. Estes refrigeradores chamam a atenção daqueles que apreciam artes clássicas e cores mais neutras. Possui 2 portas, medidas: 0,60 x 0,64 x 1,73m e capacidade de 296L. Disponível nas cores Champagne, Dark Chocolate e Royal Coffee.

Linha Retro Chic

Retro Chic

Este modelo vai agradar especialmente aqueles que apreciam o clássico moderno (eu!), minimalismo com peças selecionadas de mobília elegante; aos visionários resolutos que acreditam que ”menos é mais ” e buscam a harmonia perfeita. Possui 2 portas, com a geladeira na parte superior e o freezer na parte inferior, medidas 0,60 x 0,64 x 1,88m e capacidade de 342L. Disponível nas cores Bordeaux, Prata e Preta.

A Gorenje é conhecida como uma marca de alta qualidade e eu certamente teria uma Retro Chic na minha cozinha – o modelo inverse é o ideal na minha opinião.

No Brasil, a linha Retro está disponível no Center Garbin: o showroom deles fica na Vila Pompéia em São Paulo (Av. Pompéia, 1885 – telefone (11) 3675-8564). O Center Garbin também atende todo o Brasil pelo website e eu definitivamente recomendo uma visita, a linha de produtos que eles oferecem é bem legal para os amantes do design.

*Este não é um post pago – conheça a nossa política de divulgação*